Carregando...

Publicidade

Richardson espera um Ceará mais encorpado diante do Vasco, na segunda. (Foto: Saulo Roberto)

Ceará: Para chegar forte.

Após rodar elenco em dois jogos para reduzir desgaste, Lisca terá uma semana para definir titulares contra o Vasco.

14/08/2018

Após a vitória por 1 a 0 contra o Paraná em Curitiba no último dia 5, o técnico do Ceará, Lisca havia alertado quanto ao desgaste que a equipe alvinegra seria submetida ao enfrentar o Santos na quarta seguinte e Atlético/PR no sábado, ambos jogos no PV. Assim, a saída para o treinador visando estes dois jogos, foi rodar um pouco o elenco para reduzir o desgaste físico. Assim, Lisca não iniciou as partidas contra Santos e Furacão com a mesma 'onzena', utilizando 15 jogadores diferentes para começar os dois jogos.

Ainda assim a equipe mostrou desgaste, evidente no empate do último sábado contra o Atlético/PR, por isso a semana cheia que terá para preparar o Vovô diante do Vasco, no dia 20, em São Januário às 20 horas, pela 19ª rodada, será duplamente importante, primeiro, para recuperar fisicamente todo o grupo de jogadores, e segundo, para escolher a melhor formação com análise nos dois anteriores.

Tendo como base os dois times que Lisca iniciou contra Santos e Atlético/PR, algumas dúvidas podem ser levantadas, já que o técnico não conta com nenhuma lesão ou suspensão de um jogador que vem atuando regularmente.

Na lateral-direita, o especialista Samuel e o volante Fabinho disputam uma vaga, com uma chance real para o último, principalmente levando em conta que a maior arma do Vasco é o veloz Yago Pikachu, já que diante do Santos ele foi titular exatamente para conter as investidas do veloz ataque do adversário.

Se Fabinho for escolhido para a função de lateral-direito, a dupla de volantes estaria definida, com Edinho e Richardson. Mas caso não, Fabinho disputa uma vaga no meio com Edinho. Afinal, o experiente volante iria para sua quarta partida seguida.

No setor de criação no meio campo, Juninho Quixadá seria a opção mais segura, porém, se estiver muito desgastado ainda após a semana cheia, Ricardinho surge como opção, já que iniciou a partida do último sábado e foi elogiado por Lisca.

Na frente, Arthur é um único absoluto, já que fez duas ótimas partidas, principalmente diante do Santos. O problema de Lisca reside nos extremos do ataque, os chamados 'pontas'. Leandro Carvalho, Calyson, Felipe Azevedo e Cardona são as opções para duas vagas.

Como foi poupado nos dois jogos, entrando no decorrer apenas diante do Atlético/PR, Cardona pode retornar ao time titular ao lado de Leandro Carvalho.

"Jogamos domingo, quarta e sábado, 3 jogos em 6 dias. E não foi no jogo do Santos que a gente sentiu. Foi mais contra o Atlético. A nossa dinâmica baixou mesmo. Agora é recuperar todo mundo e voltar com a intensidade que tivemos contra o Paraná e Santos diante do Vasco", explicou Lisca, o técnico do Ceará.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Expectativa

Para os jogadores, uma semana de recuperação - o elenco folgou domingo e segunda, e se reapresentará hoje à tarde - será importante para buscar um bom resultado diante do Vasco e tirar a diferença de 3 pontos para sair do Z-4. Se vencer na segunda-feira e contar com tropeços de rivais diretos na tabela da Série A, o Vovô igualaria em pontos ao time cruzmaltino, o Santos e o Vitória, só ocupando a zona de rebaixamento pelo menor número de vitórias, primeiro critério de desempate.

"Por termos jogado em casa, a gente fica chateado por não termos vencido nenhum dos dois jogos, mas pelo desempenho da equipe a gente sai satisfeito. Mas conquistamos 8 pontos nos últimos 4 jogos, vencendo dois e empatando dois. Se tivéssemos este aproveitamento no início não estaríamos na zona de rebaixamento.

Estamos muito próximos de sair dela e vamos nos dedicar ao máximo essa semana que temos para trabalhar, descansar bem para fazermos mais um bom jogo contra o Vasco e trazer pontos de lá", declarou o volante Richardson.



Total de acessos: 217279

Visitantes online: 4