Carregando...

Publicidade

Servidores do TRE-CE estarão de plantão amanhã, no feriado de Nossa Senhora da Assunção, das 14h às 19h, para receber arquivos dos partidos. (Foto: Thiago Gadelha)

Candidaturas: TRE soma 701 pedidos de registro no Ceará.

Ontem, Camilo Santana (PT), General Theophilo (PSDB) e Hélio Góis (PSL) estavam cadastrados para disputar o Governo.

14/08/2018

A dois dias do fim do prazo para que os partidos apresentem à Justiça Eleitoral os pedidos de registro de candidatura para as eleições deste ano, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) havia recebido, até a noite de ontem, 701 solicitações, advindas de 17 partidos ou coligações no Estado. Para o cargo de governador, apenas três das seis legendas que homologaram candidaturas nas convenções eleitorais - PT, PSDB e PSL - já oficializaram os pedidos de registro dos respectivos candidatos, que aguardam julgamento do TRE-CE.

Os partidos têm até amanhã (15) para enviar à Justiça Eleitoral todos os pedidos de registro de candidatura, já que, de acordo com o calendário eleitoral estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a campanha nas ruas começa, oficialmente, nesta quinta-feira (16). O TRE-CE tem até o dia 17 de setembro para apreciar todos os pedidos de registro de candidatura que chegarem ao Tribunal. Uma vez iniciada a campanha, a propaganda em rádio e televisão tem início no dia 31 de agosto.

Dentre os candidatos ao Governo do Estado, conforme informações disponibilizadas na plataforma DivulgaCand, do TSE, até a noite de ontem, o governador Camilo Santana (PT), candidato à reeleição, o general Guilherme Theophilo, candidato do PSDB, e o advogado Hélio Góis, postulante do PSL, eram os únicos que aguardavam julgamento dos pedidos pela Justiça Eleitoral, assim como as respectivas candidatas a vice: Izolda Cela (PDT), Emília Pessoa (PSDB) e Ninon Tauchmann (PSL).

Ainda não constam na plataforma DivulgaCand os pedidos de registro de candidatura de Ailton Lopes (PSOL), Francisco Gonzaga (PSTU) e Mikaelton Carantino (PCO), também oficializados como candidatos ao Governo no Estado nas convenções dos respectivos partidos.

Dos três candidatos a governador já cadastrados na Justiça Eleitoral, o general Guilherme Theophilo é o que acumula o maior valor em bens declarados - R$ 1.203.695,99 no total. Ele é o cabeça de chapa da coligação "Tá na hora de mudar", composta por PSDB e PROS. Camilo Santana, por sua vez, declarou R$ 795.403,25 em bens, valor superior aos R$ 534.576,65 declarados quando disputou o Governo do Estado em 2014. A coligação "Por um Ceará cada vez mais forte" soma 16 partidos: PT, PDT, PP, PSB, PR, PTB, DEM, PCdoB, PPS, PRP, PV, PMN, PPL, Patriota, PRTB e PMB. Já Hélio Góis, que disputa a eleição em chapa pura do PSL, declarou R$ 224.000,00 em bens.

Também estavam cadastrados, até ontem, seis dos 11 candidatos ao Senado que foram homologados em convenções: Cid Gomes (PDT), Dra. Mayra Pinheiro (PSDB), Dr. Márcio Pinheiro (PSL), Eduardo Girão (PROS), Eunício Oliveira (MDB) e Pastor Pedro Ribeiro (PSL), além de seis candidatos a primeiro suplente e outros seis a segundo suplente de senador.

Proporcional

De acordo com balanço parcial divulgado na noite de ontem, o TRE-CE também contabilizava 204 pedidos de registro para o cargo de deputado federal e 473 para o cargo de deputado estadual no Ceará, advindos de 17 partidos ou coligações no Estado. O Tribunal estima receber cerca de mil pedidos de registro para todos os cargos em disputa.

Procurado pelo Diário do Nordeste, o Ministério Público Federal no Ceará informou que, até ontem, a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) não havia impugnado nenhuma candidatura no Estado. A assessoria de comunicação do órgão acrescentou, porém, que os pedidos de registro de candidatura de apenas dois partidos - PROS e Novo - já haviam sido publicados em edital que os torna públicos. Tal etapa precede a análise da PRE.



Total de acessos: 239950

Visitantes online: 1