Carregando...

Publicidade

Enquanto esteve no Vovô, Pio era tido como uma das armas do Ceará nas bolas paradas pelos seus chutes fortes. (Foto: Thiago Gadelha)

Vovô: Baixas no elenco.

Na era Lisca, Ceará dispensou oito atletas e contratou apenas seis para a Série A do Brasileirão.

17/08/2018

Desde o início da Série A do Campeonato Brasileiro o Ceará vem buscando um time ideal para a competição nacional. Com 33 jogadores presentes no elenco, o Vovô teve, esta semana, dois nomes de peso do time deixando Porangabuçu.

Com a saídas recentes de Élton e Pio, o time chegou a marca de oito rescisões e apenas seis contratações após a chegada de Lisca no comando Alvinegro. Porém, do período Pós-Copa até agora, o Alvinegro tem mostrado evolução dentro com suas novas peças. Antes da competição mundial, a equipe ainda não havia vencido nenhuma partida no campeonato. Após o retorno, foram três vitórias, sendo duas em casa e uma fora.

Pio, recém-saído do Alvinegro, trocou o time de Porangabuçu pelo CSA/AL, que atua na segunda divisão nacional. O volante, que também atua como lateral-direito, era visto até pouco tempo como a maior arma do clube pelos seus chutes fortes a longa distância.

Mas, com a chegada de Lisca ao comando Alvinegro, perdeu espaço na equipe, ficando no banco de reservas e sequer entrou em alguma partida.

A mesma situação de Elton, que também era considerado titular, mas perdeu espaço e acabou saindo do clube com a chegada do novo comandante. O ex-centroavante do Vovô está de malas prontas para defender o Figueirense/SC, que é o 7º colocado da Série B.

Em contato com o Diário do Nordeste, o presidente Robinson de Castro foi direto ao falar sobre o motivo da saída desses jogadores. "Eles não seriam utilizados pelo treinador", confessou. "É uma estratégia reduzir o elenco para focar e treinar apenas os que vão ser utilizados pelo treinador", completou Robinson.

Contratações

Sobre contratações, o mandatário do Vovô disse que dará preferência a jogadores que atuem no setor ofensivo, já que dos 11 gols marcados pelo clube na Série A, apenas 4 foram de atacantes (1 Felipe Azevedo, 2 Arthur e 1 Leandro Carvalho).

Robinson ainda disse que não sabe quantos atletas irá contratar e disse que o clube está avaliando nomes para acertar pelo restante da temporada.

Nesta quarta-feira (15), fechou a janela de transferências de jogadores vindos do exterior. Desta forma, o Ceará só poderá contratar atletas que estão em clubes das séries B, C e D. A data limite de inscrições na primeira divisão nacional é até o dia 4 de setembro, daqui há 19 dias.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)


Total de acessos: 239484

Visitantes online: 1