Carregando...

Publicidade

Fortaleza precisa de sete vitórias em 16 partidas restantes para garantir vaga na Série A. (Foto: Kid Júnior)

"Nem de regra ele entende", diz Ceni sobre bandeirinha que validou gol irregular do CRB.

O Fortaleza solicitará o afastamento do trio de arbitragem que atuou durante a derrota para o time alagoano nesta terça (22).

22/08/2018

O jogo entre Fortaleza e CRB/AL, pela Série B do Campeonato Brasileiro, foi decidido por um lance capital da arbitragem. Aos 48 da etapa final, Iago aproveitou rebote do goleiro Marcelo Boeck e marcou o gol em posição de impedimento, fazendo 2 a 1 para o time alagoano. O lance deixou o técnico Rogério Ceni na bronca com o bandeirinha Wendel de Paiva Gouvea após a partida.

“É um erro do bandeira, nem da regra ele entende quando foi cobrado. Ele disse que na hora do chute não tinha condição, depois que o Boeck defendeu tinha condições, então ele não sabia nem o que estava falando”, relatou o comandante tricolor.



Por conta do gol irregular no Estádio Rei Pelé, em Alagoas, o Fortaleza enviará um relatório com uma filmagem do lance para a CBF e comissão de arbitragem nesta quinta (23). O objetivo é gerar uma punição para o juiz Rodrigo Carvalhaes e seus auxiliares Wendel de Paiva Gouvea e Daniel Parro (RJ), além de solicitar que o trio carioca não participe mais de jogos do time cearense.

“Conseguimos empatar o jogo restando cinco minutos para acabar e então esse trio de arbitragem entrou em cena. Senhor Rodrigo e seus assistentes foram de uma incompetência absurda. Quem conhece de futebol sabe o erro grotesco que eles cometeram. A direção do Fortaleza está indignada”, relatou Daniel de Paula, diretor de futebol do Leão.

Corrida pelo acesso

Apesar do revés, o Fortaleza segue na liderança do certame com 43 pontos (13V/4E/5D) após o fechamento da 22ª rodada. A vantagem para o segundo colocado, CSA, agora é de seis pontos, enquanto a manutenção no G4 fica garantido por pelo menos duas rodadas já que o Guarani (5º), tem 37.

Se considerarmos a média histórica para o acesso à elite do futebol brasileiro, 63 pontos, o Fortaleza precisa de sete vitórias em 16 partidas restantes para garantir vaga na Série A de 2019. No entanto, para Rogério Ceni, a equipe precisa se afastar dos números para alcançar um objetivo ainda maior.

“Precisamos parar com esse negócio de x vitórias sobe, quem tá na frente tem de querer ser campeão. Você precisa ganhar todos os outros jogos. Quando você tá em primeiro não tem de jogar pelo acesso, tem de jogar para se manter lá”, analisou.

O próximo compromisso da equipe é diante do Londrina, neste sábado (25), às 19h, na Arena Castelão. O time curitibano é o 12º colocado com 27 pontos.



Total de acessos: 235400

Visitantes online: 8