Carregando...

Publicidade

O Ministério da Saúde informou que a imunização contra as duas doenças está sendo reforçada e, por isso, realizará novo 'mutirão' no sábado. (Foto: Agência Brasil)

Contra Pólio e Sarampo: Vacinação terá um novo "Dia D".

30/08/2018

Brasília. Sem atingir a meta de vacinação contra sarampo e poliomielite, o Ministério da Saúde passou a orientar estados e municípios para que mantenham os postos de saúde abertos em horário estendido no próximo sábado (1º).

Na prática, a medida ocorrerá como um segundo "dia D" da campanha de vacinação contra as duas doenças.

A quatro dias do fim da mobilização, prevista para ser encerrada amanhã, balanço da Pasta aponta que 3,3 milhões de crianças de um ano a menores de cinco anos ainda não foram vacinadas -o equivalente a 30% do público-alvo, composto por 11 milhões de crianças desta faixa etária. Diante da dificuldade, o Ministério da Saúde orienta que estados e municípios que não alcançaram a meta realizem um novo dia de vacinação.

A organização do novo dia D, porém, dependerá de cada secretaria de saúde.

O Ministério da Saúde orienta aos pais que busquem informações junto à rede de saúde sobre quais postos devem ficar abertos ao longo do dia.

Segundo o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, a nível nacional não há previsão de prorrogar a campanha, já que as vacinas estão disponíveis no calendário da rede de saúde. A decisão sobre uma possível prorrogação, assim, dependerá de cada estado. Até terça-feira (28), apenas um deles já havia atingido a meta: caso do Amapá, com 99,8% das crianças dessa faixa etária vacinadas contra a pólio e 99,4% contra o sarampo. Outros estados, no entanto, ainda apresentam baixas coberturas. É o caso do Rio de Janeiro, com pouco mais de 51% das crianças já vacinadas, e do Distrito Federal.

Entre as capitais, os menores índices estão em Boa Vista e Salvador, ambas com cerca de 38% das crianças não vacinadas.

Avanço

Neste ano, a campanha de vacinação é "indiscriminada", o que significa que mesmo crianças que estão com a carteirinha de vacinação em dia devem receber novas doses de reforço contra as duas doenças. O objetivo é uniformizar a cobertura de vacinação em todo o País e evitar o avanço do sarampo.

Dados do último levantamento feito pelo ministério aponta que, desde fevereiro até 28 de agosto, já foram confirmados 1.553 casos da doença, com sete mortes. Outros 6.975 casos permanecem em investigação.

Dois estados registram surtos de sarampo: Amazonas, onde já foram confirmados 1.211 casos, e Roraima, com 300.



Total de acessos: 218454

Visitantes online: 2