Carregando...

Publicidade

Geraldo Alckmin diz que propaganda do PT é uma 'enganação vergonhosa' e critica Bolsonaro. (Foto: France Presse)

Misoginia: Programa só reproduz fala de Bolsonaro, diz Alckmin.

03/09/2018

São Bernardo do Campo. O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, negou que em sua campanha na TV e no rádio esteja atacando o deputado Jair Bolsonaro (PSL), seu adversário direto na disputa por uma vaga no segundo turno este ano. "Não há nenhum ataque, é ele que fala. Se o que ele fala é ataque, o problema é dele", disse o tucano ao deixar o comício com aliados do ABC paulista.

O ex-governador de São Paulo ainda foi questionado sobre a resposta que a campanha do PSL postou nas redes, ligando-o ao escândalo da merenda durante sua gestão à frente de São Paulo.

"Ele é mal informado ainda, porque a questão da merenda foi o Estado que apurou junto com o Ministério Público. Não havia envolvimento de ninguém do governo, o que havia eram estelionatários nas cooperativas prejudicando os cooperados", disse.

Desde sexta, a campanha do PSDB tem utilizado declarações pregressas do deputado nos spots de rádio e TV para desconstruí-lo. Uma delas, por exemplo, mostra o presidenciável gritando com a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) no salão verde da Câmara e a chamando de "vagabunda". "Você gostaria de ser tratada desse jeito?", pergunta a narradora da inserção.

Outro vídeo não traz declarações do candidato, mas também é endereçado ao capitão reformado. Copiado de uma campanha de desarmamento no Reino Unido, mostra um projétil acertando diversos objetos que representariam fome, analfabetismo e crise hídrica, entre outros. "Não é na bala que se resolve", termina o vídeo, antes que a bala acerte a cabeça de uma garota.

Revide

Já Bolsonaro usou as redes sociais para divulgar um vídeo em que zomba indiretamente de Alckmin. Fazendo gestos e mudando o tom de voz, o parlamentar tenta ridicularizar o candidato escolhido pelo chamado Centrão. "Não vamos ficar com mimimi não, cheio de dedos, educadinho", diz, iniciando a imitação do rival: "vamos buscar aí o centro, a governabilidade, nem pra direita nem pra esquerda". No vídeo, Bolsonaro é entrevistado pela esposa Michelle, que lhe pede para mandar uma mensagem direta ao eleitorado.

O capitão reformado já havia criticado Alckmin por ter sido alvo do tucano na propaganda. "Tá o chuchu me atacando o tempo todo", disse. Além de rebater o tucano, Bolsonaro pede a confiança do eleitorado e afirmar que tem sofrido ameaças.



Total de acessos: 218832

Visitantes online: 33