Carregando...

Publicidade

Os animais são o grande atrativo das grandes feiras agropecuárias. (Foto: Kid Júnior)

Exposição Agropecuária: ExpoIguatu espera movimentar R$ 12 mi.

Cerca de 50 mil pessoas devem visitar o Parque de Exposições Enéas Bandeira Filho até o próximo sábado.

05/09/2018

Iguatu. A Exposição Agropecuária, Industrial e de Serviços de Iguatu (ExpoIguatu) chega à sua 55ª edição com expectativa de movimentar cerca de R$ 12 milhões em venda de animais (bovinos, ovinos e caprinos), máquinas agrícolas, caminhões, comidas típicas, bebidas, shows e outros produtos e serviços. O evento é tradicional e considerado o maior do Centro-Sul. Cerca de 50 mil pessoas devem visitar o Parque de Exposições Enéas Bandeira Filho até o sábado (8).

A abertura oficial foi no fim da tarde desta terça-feira (4), com desfile de máquinas, tratores e das candidatas à Rainha da Expoiguatu. O presidente do Rotary Club de Iguatu, Marcos Ageu Medeiros, destacou que o evento é um dos maiores do Interior do Ceará. "Oferece oportunidade de movimentação de negócios, serviços e turismo, além de ser um momento de reencontro de amigos e parentes.

Apesar das dificuldades causadas por sete anos seguidos de chuvas abaixo da média na região, as instituições parceiras mantiveram a programação e conseguiram atrair expositores de outras regiões do Ceará e de estados vizinhos. "Temos expositores de Sergipe, Pernambuco, Paraíba e do Rio Grande do Norte", anunciou o coordenador geral da Expoiguatu, Breno Teixeira. "Estamos esperando R$ 12 milhões em negócios, R$ 4 milhões a mais do que na edição passada", completou.

Todas as 300 baias do parque estão completas com bovinos, ovinos e caprinos. Incluindo aves. Estima-se a presença de dois mil animais. "A Expoiguatu é uma tradição que começou no início da década de 1960, impulsionada pela riqueza gerada com a cultura do algodão", lembrou o prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor. "Movimenta a economia nos setores agropecuários, industriais, comércio, serviço, turismo e entretenimento", disse.

A presença da agência do Banco do Nordeste (BNB), com linhas de financiamento para a agricultura e pecuária, ajuda a impulsionar os negócios.

Desfile de cavaleiros, shows, exposição de produtos agropecuários, veículos, máquinas e implementos agrícolas, concurso de raça e leiteiro, além da vaquejada com 400 vaqueiros participantes integram a programação. Durante o evento, no fim de tarde, ocorrem os passeios de crianças em pôneis vindos da Paraíba, Pernambuco e de Ipaumirim, no Ceará.

Estrutura

O Parque de Exposições do Rotary Club teve sua estrutura reforçada para o evento e dispõe de 89 mil m² de área e espaço para shows de 10 mil m². Segundo Breno Teixeira, todos os 60 estandes foram alugados. "É uma festa tradicional e acreditamos que os expositores farão bons negócios", frisou. Há dezenas de bares e restaurantes para a comercialização de bebidas e comidas típicas, como baião-de-dois, carne de sol, macaxeira frita e carneiro assado.

Teixeira reconhece, entretanto, a necessidade de uma reforma mais geral das instalações do Parque. "Temos o anúncio de uma verba de um R$ 1,5 milhão", disse. "O governo do Estado é um dos patrocinadores, mas novas parcerias podem ser firmadas para a melhoria e modernização da infraestrutura da unidade", destacou.

Homenagens

Os bares e restaurantes recebem a denominação de músicas compostas pelos iguatuenses Humberto Teixeira, em parceria com Luiz Gonzaga, e Evaldo Gouveia. Há uma programação cultural, que inclui apresentações de artistas locais, no início da noite, e shows com Léo Santana, Maria Clara, Namoro Novo, no dia 6; e Leo Magalhães, Eric Land e Bonde do Brasil, no dia 8.

No ano passado, julgadores da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) participaram da seleção de 300 bovinos, ovinos e caprinos de diversas espécies, no concurso de raça. Outro atrativo é o concurso leiteiro de bovinos. No total, serão distribuídos prêmios e troféus no valor de R$ 30 mil. Cerca de 300 bovinos das raças holandesas e gir, 500 ovinos e 200 caprinos e 20 cavalos Quarto de MiIha já estão em exposição.

Fique por dentro

Início marcado pela cultura algodoeira

A exposição surgiu na época em que o Município era um dos maiores produtores de algodão do Estado do Ceará. Até a década de 1980, havia muita riqueza no campo advinda o chamado "ouro branco". AO primeira foi realizada em setembro de 1960, ainda nas instalações da Companhia Industrial de Algodão e Óleo (Cidao). A partir de 1963, passou a ser na atual sede, adquirida pelo Rotary por meio de subvenções financeiras do governo do Estado.

O evento é promovido pelo Rotary Club de Iguatu, com apoio da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), Instituto Agropolos, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Ceará (Sebrae-CE), Banco do Nordeste (BNB), Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), Prefeitura e empresas.

Mais informações:

55ª ExpoIguatu Local: Parque de Exposições do Rotary Club Rua José de Alencar, 2 Data: até sábado (8)



Total de acessos: 218441

Visitantes online: 5