Carregando...

Publicidade

Segundo Moisés Braz, presidente do PT no Ceará, a reclamação sobre o volume de recursos para o Estado se estende a candidatos a deputado. (Foto: Helene Santos)

Repasses Para a Campanha: Dirigente petista solidário a Camilo.

12/09/2018

O presidente em exercício do PT no Ceará, deputado estadual Moisés Braz, afirmou ao Diário do Nordeste, ontem, que não é apenas o governador Camilo Santana que está insatisfeito com o volume de recursos do Fundo Eleitoral repassado pela direção nacional da sigla para o pleito no Estado, mas todos os candidatos da agremiação.

De acordo com a plataforma DivulgaCandContas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ainda ontem, foram repassados mais R$ 392,9 mil para a conta de campanha do governador, mas, ainda assim, ele continua sendo um dos postulantes da sigla com menos repasses oriundos do Fundo Eleitoral. Ainda há promessa de liberação de outra parcela de valor equivalente.

Segundo Moisés Braz, Camilo Santana está correto em reclamar da situação, pois isso tem afetado não somente a candidatura majoritária, mas também as proporcionais no Ceará. De acordo com ele, ainda na semana passada, foi enviado um ofício à direção nacional do PT, questionando os critérios adotados pela cúpula petista para distribuição dos recursos do Fundo.

"Não participei de debate sobre liberação de recursos com a direção nacional. Já pedimos para dialogar, para ver se ainda há possibilidade de ajuda tanto para a candidatura majoritária quanto para as proporcionais. O volume de recursos para o Ceará foi pouco, tanto para o governador Camilo quanto para os proporcionais. Esperávamos um volume de recursos bem maior", afirmou Moisés Braz.

Segundo ele, porém, há uma variação estabelecida de repasses a candidaturas proporcionais, indo de R$ 600 mil a R$ 1 milhão, no caso dos postulantes à Câmara Federal, e até R$ 48 mil para aqueles que disputam vaga na Assembleia Legislativa.

Em visita ao Sistema Verdes Mares, na segunda-feira (10), o governador reclamou do montante de recursos que o PT havia destinado à campanha no Ceará - R$ 392,9 mil até então. Com o repasse atualizado ontem no DivulgaCandContas, ele soma, agora, R$ 785 mil oriundos do Fundo Eleitoral, mas permanece entre os candidatos do PT a governador com menos recursos de Fundo Eleitoral da legenda.

Outras candidaturas também foram beneficiadas com mais repasses feitos pelo partido ontem. De acordo com a Justiça Eleitoral, o PT aumentou repasses para Camilo Santana, no Ceará; Márcia Tiburi, no Rio de Janeiro; Wellington Dias, no Piauí; e Décio Lima, em Santa Catarina.



Total de acessos: 235286

Visitantes online: 8