Carregando...

Publicidade

Boneco que media 12 metros ficou à frente da estátua de 27 metros do pároco. (Foto: VC Repórter/Diário do Nordeste)

De maneira irregular, grupo ergueu boneco de Bolsonaro no Horto, em Juazeiro do Norte

25/09/2018

Juazeiro do Norte. Um boneco inflável gigante do candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), foi colocado, irregularmente, em frente à estátua do Padre Cícero, na Colina do Horto, na manhã do último domingo (23). A administração do espaço pediu a retirada imediata do objeto, que media aproximadamente 12 metros de altura. A página do próprio presidenciável no Instagram compartilhou a imagem, no início da tarde de ontem.

“Fomos surpreendidos”, garante a supervisora do Horto, Francisca Maria Santana. Ela conta que o grupo colocou o boneco, em frente a estátua de 27 metros de altura, sem solicitar a autorização, que deveria acontecer por meio de ofício. “Mas para candidatos a gente não autoriza de forma alguma”, justifica.

Segundo a supervisora, o objeto foi inflado no momento que havia missa, por volta das 7h30, e, por isso, a ação não foi percebida. No entanto, a retirada aconteceu minutos depois. A administração do Horto chegou a conversar com os responsáveis pelo boneco, que tentaram argumentar e, ainda, colocaram em outro local: na Igreja Bom Jesus do Horto, mas também foi removido.

“Nunca tinha acontecido uma coisa desse nível”, reforça a supervisora. Francisca Santana explica que outros candidatos já tiraram foto, assim como os romeiros, em períodos pré-eleitorais, que nesses casos não são impedidos. “Aí realmente é uma questão política. Não estamos aqui para defender nenhum candidato. Fazer discurso, vídeo, a gente não autoriza”, completa.

Na programação dos organizadores, o boneco inflável circularia por outros locais, que incluía as praças do Socorro e do Giradouro, em Juazeiro do Norte, a Praça da Sé, em Crato, e no Parque do Povo, em Barbalha. No entanto, a passagem do objeto não foi confirmada nestes lugares.

A equipe do Diário do Nordeste tentou entrar em contato com um representante do grupo “Endireita Fortaleza”, que teria sido responsável pela passagem do boneco no cartão-postal de Juazeiro do Norte. Até agora, as ligações não foram atendidas.



Total de acessos: 239409

Visitantes online: 1