Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução/Internet)

Dilma é líder isolada com 27% na disputa pelo Senado em Minas Gerais.

Ex-presidente vê, porém, sua vantagem diminuindo na reta final.

05/10/2018

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) chega à reta final da disputa pelo Senado em Minas Gerais como líder isolada porém com sua vantagem diminuindo, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (4).

A petista tem 27% das intenções de voto. Tinha 28% na semana passada e, há duas semanas, tinha 29%.Na disputa pela segunda vaga, três candidatos estão tecnicamente empatados.

Rodrigo Pacheco (DEM) tem 19% das intenções de voto (tinha 17% na semana passada e 13% há duas semanas); o Jornalista Carlos Viana (PHS) 16% (tinha 14% na semana passada, o mesmo que há duas semanas); Dinis Pinheiro (SD) tinha 10% na semana passada, o mesmo que há duas semanas, e agora tem 15%.

Segundo o Datafolha, Fábio Cherem (PDT) tem 13% (tinha 11%) e, em relação a Pacheco, está no limite da margem de erro. Por isso, informa o instituto, é baixa a probabilidade de estar tecnicamente empatado com o candidato do DEM. Rodrigo Paiva (Novo) tem 9% (tinha 8%); Coronel Lacerda (PPL) tem 5% (tinha 6%); Bispo Damasceno (PPL) tem 5% (mesmo índice anterior); Miguel Correa (PT) tem 4% (tinha 5%); Professor Tulio Lopes (PCB) tem 4% (mesmo índice anterior); Professora Duda Salabert (PSOL) tem 3% (tinha 4%); Vanessa Portugal (PSTU) tem 2%; Ana Alves (PCO) tem 2%; e com 1%, cada um, Kaka Menezes (Rede) e Edson Andre (Avante).

Para a primeira vaga ao Senado, uma parcela de 15% dos eleitores declarou que pretende votar em branco ou nulo (eram 17%) e 15% estão indecisos (eram 14%). Já, para a segunda vaga, 20% pretendem votar em branco ou nulo (eram 24%) e 25% estão indecisos (mesmo índice anterior).

A pesquisa foi encomendada pela Folha de S.Paulo e pela TV Globo e foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número MG-02076/2018. O Datafolha realizou, nos dias 3 e 4 de outubro de 2018, 1.585 entrevistas presenciais com eleitores em 72 municípios de Minas Gerais. A margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, para o total da amostra. O nível de confiança de 95%. Ou seja, considerando a margem de erro, a chance do resultado retratar a realidade é de 95%.



Total de acessos: 239364

Visitantes online: 1