Carregando...

Publicidade

O ex-garçom tentou matar Bolsonaro por discordar de suas posições ideológicas. (Foto: Divulgação/Polícia)

Agressor de Bolsonaro vira réu por atentado em Juiz de Fora

Desde o ataque durante ato de campanha, Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, encontra-se preso.

05/10/2018

Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, agressor confesso do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), virou réu no atentado da facada em Juiz de Fora (MG), no último dia 6.

A decisão foi tomada pelo juiz Bruno Salvino, da 3ª Vara Federal do município mineiro. O ex-garçom foi denunciado na última terça (2) pelo Ministério Público Federal. A motivação da tentativa de homicídio teria sido inconformismo político. Ele se encontra preso deste o dia da agressão. Se condenado, Adélio Bispo pode pegar de 3 a 10 anos de prisão, pelo crime de lesão corporal grave.

Bolsonaro, que ficou 22 dias internado e chegou a ser operado duas vezes devido à facada no abdome, iniciou nesta quinta uma ofensiva para tentar atrair o eleitor nordestino. A região é a única na qual o Bolsonaro aparece atrás do seu principal adversário, o candidato Fernando Haddad (PT).

De acordo com o Ibope, Bolsonaro lidera as intenções de voto no quadro nacional com 32% e Haddad aparece com 23%. Na região Nordeste, porém, Haddad tem 36% das intenções de voto e Bolsonaro 21%.



Total de acessos: 239335

Visitantes online: 1