Carregando...

Publicidade

Bolt fez sua estreia pelo Central Coast Mariners, da Liga Australiana de Futebol. (Foto: Peter Parks/AFP)

Atletas renomados se aventuram em outros esportes

Agora como jogador de futebol, o ex-velocista e medalhista olímpico Usain Bolt é o mais novo exemplo de estrelas que decidiram se reinventar.

16/10/2018

Ser uma estrela do mundo esportivo parece não significar o limite para certos nomes consagrados. E alguns destes atletas buscam também a perfeição em outras modalidades, seja pelo sonho de criança, pela superação ou o simples fato de se testar como praticante de um esporte diferente.

Está sendo assim com o ex-velocista Usain Bolt. Maior nome do atletismo mundial, com vários recordes e conquistas, o jamaicano fez sua estreia como jogador de futebol profissional no Central Coast Mariners, time australiano, e não fez feio. Já marcou dois gols e pretende participar do confronto de abertura do seu clube, no próximo dia 21, contra o Brisbane Roar.

"Minha primeira vez como titular e marcando dois gols, essa é uma boa sensação. Estou feliz por poder vir aqui e mostrar ao mundo que estou melhorando", disse o jamaicano de 32 anos, que admitiu realizar um sonho de criança em ser jogador de futebol.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Assim como Bolt, outros grandes nomes do esporte viveram experiência parecidas. Foi o caso de Michael Jordan, maior estrela da história do basquete. Em 1993, ele decidiu ser jogador de beisebol e atuou por três times. Entre eles, o Chicago White Sox. A mudança, no entanto, durou pouco, e no ano seguinte Jordan decidiu voltar às quadras.

Longe dos gramados

Até mesmo alguns medalhões do futebol resolveram trocar as chuteiras pela raquete ou pelo volante. Foi o caso do ex-goleiro Fabian Barthez, campeão mundial pela França em 1998, e o zagueiro Paolo Maldini, ídolo do Milan e da seleção italiana. O primeiro se voltou para o automobilismo em 2008, disputando as 24 horas de Le Mans, na França, uma das provas mais tradicionais deste esporte. Já Maldini, mesmo aos 49 anos, decidiu ser jogador profissional de tênis.

Exemplo de vida

Entre vários casos, um se coloca de forma especial como exemplo de superação: o do ex-piloto da Fórmula 1 Alex Zanardi, que virou atleta paralímpico após grave acidente, quando precisou amputar as duas pernas.

Na Olimpíada do Rio, em 2016, ele ganhou duas medalhas de ouro e uma de prata, tornando-se um dos grandes nomes do paraciclismo mundial.



Total de acessos: 235136

Visitantes online: 8