Carregando...

Publicidade

Herzog fala da tortura que matou o pai, da censura à imprensa e da corrupção no período. (Foto: Folhapress)

Filho de Vladimir Herzog chama Jair Bolsonaro de criminoso.

Ivo Herzog fez a afirmação em vídeo exibido na abertura do 40° Prêmio Vladimir Herzog nesta quinta-feira (25) em São Paulo.

26/10/2018

O filho do jornalista Vladimir Herzog, assassinado há exatos 43 anos por agentes da ditadura militar, chamou o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) de criminoso por defender a tortura e a violência.

"Ele é um criminoso pelo o que ele fala. Esse crime está previsto no Código Penal Brasileiro. Ele é um criminoso", afirmou Ivo Herzog no vídeo exibido na abertura do 40° Prêmio Vladimir Herzog nesta quinta-feira (25) em São Paulo.

Herzog fala da tortura que matou o pai, da censura à imprensa e da corrupção no período, fatos segundo ele, ainda desconhecidos pelos eleitores de Bolsonaro.
"Boa parte desse apoio, senão a maioria do apoio que o Bolsonaro tem hoje é em função das pessoas não saberem o que é uma ditadura", afirmou.

Herzog diz que se indignou pela primeira vez com o deputado quando ele homenageou o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra ao votar pelo impeachment de Dilma Rousseff na Câmara.

O discurso feito por Bolsonaro a apoiadores neste domingo (21), em que fala em expulsar os vermelhos do país, também foi exibido dentre outras falas do parlamentar.
"Essa é uma eleição de valores. Se a gente vai escolher a democracia ou se a gente vai em busca de um Estado totalitário", afirma.

No palco da cerimônia, Herzog pediu para que cada um dos presentes fizesse tudo o que for possível para defender a democracia, fala seguida por aplausos e gritos de "Ele não".

Apresentador do prêmio, Juca Kfouri citou a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S. Paulo, para fazer uma homenagem a todos os jornalistas perseguidos no país "porque em vez de publicar uma notícia falsa, ela publicou uma notícia verdadeira".



Total de acessos: 237541

Visitantes online: 11