Carregando...

Publicidade

Rogério Ceni fez treinos fechados antes do jogo com a Ponte. (Foto: Thiago Gadelha)

Fortaleza pode ficar hoje a um empate do acesso à Série A do Brasileiro.

A venda de ingressos para Fortaleza x Ponte Preta tem sido bastante positiva e o Leão espera outro grande público, quando tentará mais uma vitória em casa para se aproximar do sonho do acesso ao Brasileirão.

26/10/2018

Líder da Série B do Campeonato Brasileiro, com 60 pontos ganhos, o Fortaleza tem a oportunidade de atingir a média histórica dos clubes que subiram para a Série A, às 20h30 de hoje, quando receberá a Ponte Preta, na Arena Castelão. O jogo, válido pela 33ª rodada da Série B é uma oportunidade que se apresenta ao Leão, visto que os cearenses terão que confirmar em campo se o desejo deles de subir para a Série A é maior do que o dos atletas do time paulista.

Se atingir 63 pontos, o Tricolor terá chegado à média histórica de acesso, entretanto, ainda faltaria pelo menos um ponto para confirmar a subida para a Primeira Divisão.
De acordo com o site “Chance de Gol”, com 64 pontos ganhos, o Leão teria 99.9% de probabilidades de subir para a Série A. Assim sendo, caso venha a vencer, o Tricolor precisaria de apenas um empate no jogo seguinte, dia 3 de novembro, às 17 horas, no Estádio Antônio Accioly, contra o Atlético Goianiense.

Considerando os dados acima, o jogo contra a Ponte Preta se reveste de grande importância, de tal modo que a torcida será a força motriz da equipe tricolor. Até ontem à noite, mais de 30 mil ingressos já haviam sido vendidos. A carga total de entradas a ser comercializada é de 35 mil, tendo em vista que os mais de 23 mil sócios-torcedores do clube têm seus assentos reservados.

Ansiedade

Um dos desafios do Leão será suportar a ansiedade da torcida, que quer ver logo tudo resolvido e buscar com frieza os três pontos na partida. Será a busca pelo equilíbrio entre a euforia da torcida e o que precisa ser feito no gramado.

O volante Nenê Bonilha percebeu essa dualidade nas propostas, uma de alegria extrema e outra de sensatez para superar um dos adversários difíceis na caminhada: “A ansiedade é normal, os torcedores estão assim pelo que a gente vem fazendo, pelos resultados que estamos tendo, é normal, mas temos que ter os pés no chão, a cabeça fria e continuar vencendo, que é o mais importante”, disse Bonilha. O volante rejeitou cálculos apressados de setores da imprensa, que dão o time já classificado. “Falta confirmar, temos que conquistar o máximo de pontos possíveis e quanto mais ganharmos fica mais próximo para nós, nesse sentido, mas só depende de nós”, disse Nenê

O zagueiro Ligger enaltece o apoio da torcida: “O torcedor tem nos incentivado desde quando estávamos no período de oscilação e será o 12º jogador, porque vamos enfrentar um adversário muito difícil, que é a Ponte, que vem buscar a vitória para continuar na luta pelo acesso também”, disse Ligger.

O técnico Rogério Ceni tem um desfalque na equipe: o meia Marlon recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Paysandu e cumpre suspensão automática. Para substituí-lo, existem vários jogadores, como Romarinho, Igor Henrique, Derley e Ederson. Rogério Ceni fez treinos fechados e manteve o sigilo sobre o time.

Já a Ponte vem de três vitórias seguidas sob o comando de Gilson Kleina. A Macaca tem alguns desfalques, como o volante Lucas Mineiro, com três cartões, João Vítor e Ramires ambos machucados.

FICHA TÉCNICA:

Arena Castelão - 20h30
Árbitro: Alexandre V. Tavares (RJ)

Fortaleza

Marcelo Boeck; Tinga, Diego Jussani, Ligger, Bruno Melo, Felipe, Nenê Bonilha, Dodô, Igor Henrique, Gustavo, Marcinho. Técnico: Rogério Ceni

Ponte Preta

Ivan, Ruan, Renan Fonseca, Reginaldo, Danilo Barcelos, Nathan, Paulinho, Tiago Real, Matheus Vargas, André Luís, Júnior Santos. Técnico: Gilson Kleina



Total de acessos: 234998

Visitantes online: 8