Carregando...

Publicidade

Os três homens ajudaram a espancar e a tirar a vida do ex-jogador, junto a Eduardo Brittes, dono do carro que transportou e desovou o corpo da vítima. (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Caso Daniel: Dois suspeitos de matar jogador se entregam à Polícia.

Ygor King, David Willian da Silva e Eduardo Henrique da Silva espancaram, assassinaram e transportaram a vítima, junto ao principal autor, Eduardo Brittes.

09/11/2018

Na manhã desta quinta-feira (8), dois suspeitos de participar do espancamento e morte do jogador Daniel Correa Freitas, se apresentaram à Polícia Civil de São José dos Pinhais, em Curitiba. As informações são do G1.

Ygor King, 19 anos, e David Willian da Silva, 18, tiveram mandados de prisão temporária de 30 dias expedidos pela 11ª Vara Criminal do Município. O terceiro suspeito, Eduardo Henrique da Silva, 19 anos, foi preso na última quarta-feira (07), em Foz de Iguaçu. Ygor e David devem prestar depoimento nesta sexta-feira (9). Os três homens espancaram e tirararam a vida do jogador, junto a Eduardo Brittes, principal autor da ação e dono do carro que transportou e desovou o corpo da vítima.

O caso

Segundo a investigação, Daniel foi à Curitiba para a festa de aniversário de Alana Brittes, filha de Cristiana e Eduardo Brittes, em uma casa noturna. Após a comemoração, já quase ao amanhecer, ele seguiu em grupo para a residência dos Brittes, em São José dos Pinhais. Segundo a Polícia, eles eram amigos.

Em certo momento, Daniel foi ao quarto do casal e teria tirado selfies ao lado de Cristiana, esposa de Eduardo, enquanto ela dormia. A Polícia acredita que, ao perceber a situação, Eduardo e amigos começaram a agredir o jogador até a morte. A defesa de Brittes afirma que tenha sido caso de estupro e que Eduardo agiu para defender a esposa.

Daniel Freitas é ex-jogador do Coritiba, mas também atuou em clubes como São Paulo, Botafogo e Cruzeiro.



Total de acessos: 235157

Visitantes online: 29