Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução/Internet)

MPCE desarticula esquema de lavagem de dinheiro e de golpes por celular comandado por presidiários.

O chefe do grupo é um ex-detento da CPPL V, em Itaitinga. Ele teria movimentado mais de R$ 4 milhões e comandava tudo de dentro da unidade penal.

17/05/2019

Uma operação do Ministério Público do Ceará (MPCE), deflagrada nesta sexta-feira (17), desarticula um esquema de lavagem de dinheiro e golpes aplicados por celulares que era comandado de dentro dos presídios. O esquema também envolvia vários “laranjas”, de acordo com o órgão. Mandados judiciais foram cumpridos no Ceará e em São Paulo.

O chefe do grupo, segundo as investigações, é um ex-detento da CPPL V, no município de Itaitinga. Ele teria movimentado mais de R$ 4 milhões em um ano e meio, com a compra de apartamentos e carros, e em contas bancárias.

Os detalhes do funcionamento da organização, o balanço dos mandados cumpridos e as imagens da operação serão fornecidos em coletiva de imprensa que será realizada nesta sexta-feira (17), no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, em Fortaleza.



Total de acessos: 253483

Visitantes online: 1