Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Fortaleza mostra avanço em disputas do tipo mata-mata.

Tricolor do Pici vive novo momento em 2019, superando o trauma que havia quando disputava partidas eliminatórias. Já são oito vitórias e um empate, evidenciando que houve um crescimento da equipe na modalidade.

04/06/2019

Durante oito anos na Série C, o Fortaleza enfrentava um trauma complicado, além dos adversários; era uma dificuldade recorrente quando se chegava o momento de o time disputar qualquer classificação no chamado "mata-mata".

Foram vários os exemplos em que o time disparava na fase de grupos, somando o maior número de pontos que os adversários, entretanto, falhava na hora de eliminar os rivais em dois jogos decisivos. Esse assunto nunca foi assimilado de forma pacífica no clube, mas a dificuldade persistia ano a ano.

Em 2017, ainda no primeiro semestre, o Leão do Pici foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil pelo São Raimundo/PA, que venceu os leoninos na primeira fase.

Evolução

O Fortaleza de 2019 já herdou uma mentalidade vencedora dos dois anos anteriores, pois em 2017, sob o comando do técnico Antônio Carlos Zago, jogou para o ar qualquer trauma que havia com jogos eliminatórios. A "falta de sorte" foi quebrada diante do Tupi/MG, naquele ano, quando o horizonte se abriu para o acesso à Série B.

Em 2019, essa angústia de disputas eliminatórias para o Leão foi se desfazendo aos poucos, de tal modo que hoje, tornou-se o campeão do Nordeste, atravessando fases de mata-mata.

Neste ano, já foram nove jogos em que o Tricolor passou bem, em situação antes traumática. Pela semifinal do Campeonato Cearense, superou o Guarany de Sobral em duas partidas, vencendo ambas por 1 a 0. Na decisão do campeonato contra o Ceará, venceu as duas (2 a 0 e 1 a 0).

A sequência vitoriosa foi para a Copa do Nordeste, quando eliminou o Vitória por 4 a 0. Na semifinal, despachou o Santa Cruz por 1 a 0 e, na final diante do Botafogo/PB, derrotou o rival por 1 a 0 nos dois jogos decisivos.

Copa do Brasil

Pela Copa do Brasil, está enfrentando a sua maior dificuldade, desde que ingressou na competição, agora nas oitavas de final, visto que seu adversário é o Athletico/PR. No primeiro jogo, houve empate por 0 a 0 na Capital cearense, e a decisão ocorrerá amanhã, às 19h15, na Arena da Baixada.

Consistência

Em todos os nove jogos até agora disputados, o Leão, mesmo não utilizando volantes de pegada, conseguiu um efeito importante, que foi não sofrer nenhum gol.

O goleiro Marcelo Böeck tem sido titular nos jogos de Copa do Brasil e Copa do Nordeste e comenta sobre essa nova face do Tricolor. "Nós nos acostumamos a chegar a finais e ganhar, presenteando a torcida com essas conquistas", disse ele.

Marcelo Böeck avalia os próximos passos da equipe, ao encarar um novo mata-mata: "A gente mantendo o nosso padrão tático, todo mundo se entregando e sendo eficaz, defensivo e ofensivamente, só assim nós podemos aproveitar uma situação do jogo e tentar a nossa classificação", disse o goleiro do Fortaleza.



Total de acessos: 254116

Visitantes online: 1