Carregando...

Publicidade

Fortaleza encerrou preparação para jogo com o Cruzeiro. (Foto: JL Rosa)

Tom Barros: missão do Fortaleza é quebrar a série de derrotas.

12/06/2019

O Fortaleza diante de mais um desafio. Aliás, o que não tem faltado ao Leão é desafio. A missão agora é quebrar a sequência de três derrotas consecutivas. No Brasil, quatro derrotas viram sinônimo de queda de treinador. Mas no Fortaleza não será assim. Rogério Ceni tem carisma, além de três títulos importantes em poucos meses (campeão brasileiro da Série B 2018, campeão cearense 2019, campeão do Nordeste 2019). Ceni está seguro até porque as derrotas foram consequência do massacre provocado pela avalanche de jogos que o Leão teve de cumprir.

Os problemas do Fortaleza são de domínio público: cansaço, contusões e cartões. Quanto ao Cruzeiro, o time mineiro faz campanha apenas regular. No empate com o Corinthians (0 x 0) no Mineirão, rodada passada, teve cinco oportunidades de gol. O goleiro Walter, do Corinthians, pegou todas. Jadson, Thiago Neves, Pedro Rocha e Sassá tiveram o controle do jogo, mas disso não souberam tirar proveito no placar. O Cruzeiro tem apenas um ponto a mais que o Fortaleza. Ocupa a 14ª colocação. Jogo para o Leão sair da lanterna e evitar o início de uma crise, caso aconteça a quarta derrota seguida.

Antes da paralisação

Amanhã, o Ceará enfrenta o Vasco em São Januário. O Vasco, há pouco tempo lanterna absoluto, está dando sinais de recuperação. Na derrota para o Botafogo, foi melhor até sofrer o gol. Na vitória sobre o Internacional, jogou bem o primeiro tempo quando fez 2 a 0. Na fase final jogou mal, mas garantiu a vitória (2 x 1).

Importância

O futebol cearense precisa da vitória do Ceará, que, além de ter o proveito próprio com mais três pontos, ajudará o Fortaleza, pois deixará o Vasco abaixo do tricolor. No Vozão, a busca por uma linha ofensiva mais eficiente continua. Certamente é a dor de cabeça do técnico Enderson Moreira. A experiência com Rick de início não foi boa. A entrada de Romário trouxe melhora razoável. Ele fez por merecer nova chance.

Reencontro

Thiago Galhardo volta a São Januário de onde saiu há pouco tempo. Uma saída que pode ter deixado mágoas. Nada melhor que aproveitar o ensejo para mostrar o equívoco vascaíno, que não soube segurar um atleta de elevado nível como Galhardo. Melhor para o Vozão.

O atacante Jefferson Caxito marcou dois gols na vitória do Ferroviário sobre o Treze (3 x 2). Quando não é a noite de Cariús, o Caxito resolve. Ele tem 27 anos. Foi por duas vezes seguidas artilheiro do Campeonato Pernambucano: em 2017, pelo Afogados (9 gols) e em 2018 pelo América-PE (8 gols)

O VAR está sendo colocado na berlinda, na medida em que gera polêmicas e confusões. Veio para dirimir dúvidas mas, em alguns casos, provoca o contrário. Foi na expulsão do atacante Osvaldo, do Fortaleza, quando o Leão perdeu para o Grêmio (1 x 0). E, agora, na derrota da Chapecoense para o Goiás.



Total de acessos: 254116

Visitantes online: 1