Carregando...

Publicidade

Estudantes da Universidade Federal do Ceará protestam contra a escolha do novo reitor feita por Jair Bolsonaro. (Foto: JL Rosa)

Estudantes da UFC protestam contra a escolha do novo reitor.

A manifestação bloqueou o cruzamento entre a Av. da Universidade e a Av. 13 de Maio.

20/08/2019

Estudantes da Universidade Federal do Ceará (UFC) fecharam, na noite desta terça-feira (20), o cruzamento entre as avenidas 13 de Maio e da Universidade em protesto contra a escolha de Cândido Albuquerque como novo reitor da instituição, feita por Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (19).

Entre as reclamações dos alunos, está o fato de o candidato escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), Cândido Albuquerque, ter sido o terceiro colocado em consulta pública realizada em maio entre estudantes, professores e servidores, com 610 votos. O mais votado, Custódio de Almeida, teve 7.772 votos, enquanto Antônio Gomes de Souza Filho recebeu 3.499 votos.

A prerrogativa da escolha do reitor, no entanto, cabe ao presidente da República, a partir de uma lista tríplice formulada pelo Conselho Universitário (Consuni). Nesta ocasião, Souza Filho retirou a candidatura, tendo Custódio de Almeida 25 votos, Cândido Albuquerque nove votos, e Maria Elias Soares, oito votos. Jair Bolsonaro optou por Cândido Albuquerque.

O protesto foi precedido por assembleia reunindo os representantes dos diretórios e centros acadêmicos dos cursos da UFC, onde discutiram sobre as manifestações. "Essa nomeação fere a autonomia e a democracia universitária, porque ele não ganhou em nenhum dos três níveis – técnico-administrativo, estudantil e docente", considera o acadêmico de Biblioteconomia, Fábio Andrade.



Total de acessos: 254116

Visitantes online: 1