Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução)

Aécio pede ao supremo mais prazo para respostas.

06/02/2018

Brasília. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) mais prazo para apresentar sua resposta em inquérito que o investiga pelos supostos crimes de corrupção passiva e obstrução de Justiça, instaurado em maio de 2017, com base na delação da JBS. O pedido foi feito ao ministro Marco Aurélio de Mello, relator do inquérito na Corte.

No inquérito, ainda são investigados Andrea Neves da Cunha, irmã de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, primo do senador, conhecido como Fred, e Mendherson Souza Lima, que é ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (MDB-MG).

Entre as acusações que pesam sobre Aécio, está a gravação na qual o tucano pede R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS. Em uma conversa, o tucano aparece pedindo o dinheiro ao empresário sob a justificativa de que precisava pagar despesas com sua defesa na Lava-Jato.

O tucano indicou seu primo para receber o dinheiro, entregue pelo delator da JBS, Ricardo Saud. Ao todo, foram quatro entregas de R$ 500 mil cada uma, segundo o Ministério Público.



Total de acessos: 177182

Visitantes online: 85