Carregando...

Publicidade

De acordo com o governador do Estado, Camilo Santana, todos os equipamentos de videomonitoramento a serem instalados nas escolas serão interligados ao sistema de Segurança Pública do Estado. (Foto: Fernando Siebra)

Videomonitoramento em 720 escolas reforçará segurança.

A ação, segundo Camilo Santana, contará com apoio da Guarda Municipal, Ronda Escolar e Polícia Militar.

06/02/2018

As 720 escolas da rede estadual de ensino deverão ser monitoradas por câmeras ligadas à segurança pública do Ceará. O anúncio foi feito nesta segunda-feira pelo governador Camilo Santana durante a abertura do ano letivo 2018 e inauguração da Escola de Nível Médio Gentil Barreira, no Conjunto Ceará.

Segundo ele, o sistema de videomonitoramento já foi criado e o Governo está adquirindo os equipamentos para serem instalados em 37 municípios, no primeiro momento, entre eles, Fortaleza, Aracati, Maracanaú, Maranguape, Eusébio, Acaraú, Crato, Caucaia, Morada Nova, Quixadá, Itapajé, Limoeiro do Norte, Quixeramobim, Baturité, Russas, Iguatu, Juazeiro do Norte, Barbalha, Icó, Aquiraz, Beberibe, Cascavel, Horizonte, Pacajus, Pacatuba, Itapipoca, Sobral, Camocim, Canindé, Granja, São Benedito, Viçosa do Ceará, Tianguá, Trairi, Crateús, Acopiara, Boa Viagem e Tauá. "Cada escola já tem sua vigilância normal, portanto, a ideia é reforçar a segurança contando com apoio da Guarda Municipal e ronda escolar. Tudo será ligado ao sistema de Segurança Pública do Estado. É um reforço a mais na rede de segurança escolar da Capital e todo o Ceará", afirmou ele, sem adiantar quando, de fato, começa a funcionar.

O governador, acompanhado da vice-governadora, Izolda Cela, e secretário da educação, Idilvan Alencar, abriu oficialmente o ano letivo da rede estadual de ensino e inaugurou a Escola de Nível Médio Doutor Gentil Barreira, na segunda etapa do Conjunto Ceará.

A unidade de ensino regular recebeu investimento da ordem de R$ 7.2 milhões, entre obras estruturais, equipamentos e mobiliários e foi totalmente refeita. A escola funciona no local desde 1979 e teve que ser demolida e reconstruída. São três pavimentos, uma novidade na rede , com 12 salas de aulas, auditório, biblioteca, laboratórios de Informática, Física, Química, Biologia e de Matemática, biblioteca, além de ginásio poliesportivo.

Realidade

Para os alunos a entrega da unidade representa a volta para casa. "Ficamos muito tempo em outro lugar, aguardando as obras ficarem prontas e agora que virou realidade, é a realização de um sonho", diz o jovem João Victor Castro.

Camilo destaca que uma das principais ações no combate à violência é a Educação. "Nenhum país do mundo cresceu e enfrentou a violência sem investir pesado na Educação", diz.

A rede estadual conta com 480 mil alunos e 20 mil professores, além da parte administrativa e gestão escolar, informa o secretário Idilvan Alencar. "Vamos fortalecer projetos já implementados para a melhoria da aprendizagem dos alunos do Ensino Médio, como a expansão do tempo integral, incentivo ao Enem, incremento nas iniciativas de desenvolvimento das competências socioemocionais, lançamento dos 11 Centros Cearenses de Idiomas, concessões de auxílio financeiro por meio do AvanCE, dentro do Programa Bolsa Universitário e de carteiras de habilitação do Programa CNH Popular Estudantil".



Total de acessos: 216834

Visitantes online: 7