Carregando...

Publicidade

O titular da SSPDS, André Costa, disse que cada investigação vem acontecendo de forma localizada e, até o momento, não foi constatada nenhuma ligação entre os suspeitos presos nas diferentes cidades. (Foto: Reinaldo Jorge)

SSPDS deflagra seis operações policiais no Interior do Ceará.

As ações aconteceram nas cidades de Coreaú, Tejuçuoca, Juazeiro do Norte, Quixeramobim, Pacoti e Pindoretama.

09/02/2018

Às vésperas do Carnaval 2018, as polícias Civil e Militar intensificam a realização de operações nos municípios do Interior do Ceará que concentrarão festas e receberão um maior número de cearenses e turistas. Nos últimos dois dias, em seis cidades foram cumpridas dezenas de mandados de busca e apreensão e realizados flagrantes de suspeitos portando drogas e armas.

Até a noite de ontem, 27 prisões e 13 apreensões de armas de fogo já haviam sido contabilizadas pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O número tende a aumentar quando fechado o balanço. A maior das seis operações aconteceu no Município de Coreaú, a 250Km de Fortaleza.

Ao todo, 15 suspeitos de integrarem uma organização criminosa, cujo nome não foi revelado, foram presos. A ofensiva coordenada pela Delegacia Municipal de Coreaú, a partir de investigações iniciadas em outubro de 2017, teve como objetivo combater homicídios, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, desarticulando a principal quadrilha que atuava na cidade.

Dos 15 presos, sete tinham passagens pela Polícia, são eles: Angélica Venâncio Costa Silva, 24; Eduardo Pereira, 27; Francisco Iago Linhares, 22; Francisco Klaelton Neves de Oliveira, 20; Ronaldo Sousa Ximenes, 25; Wineston Ferreira Marcelino, 24; e Jean Glauber Neves Ribeiro, 27.

A ficha criminal de Ximenes, Marcelino e Ribeiro são as mais extensas. O trio responde por uma série de roubos, em comum. A Polícia Civil aponta Jean Glauber como líder do bando e responsável por chefiar o tráfico de drogas em Coreaú há, pelo menos, seis meses.

Outros oito suspeitos, sem antecedentes, incluindo duas mulheres, foram detidos. Segundo a Pasta, o restante dos membros desta quadrilha foram identificados como Iury Gracie Neves Ribeiro, 21; Francisco de Assis Souza, 26; João Kléber Costa Lima, 19; João Paulo Oliveira de Moura, 26; José Jeilson Justino da Costa, 25; José Jhones Moreira de Oliveira, 19; Pedro Henrique Souza Rodrigues, 18; e Benedita Romualdo da Silva, 32.

Para o secretário André Costa, o êxito da operação em Coreaú pode ser visto pelo número de capturas. De acordo com o titular da SSPDS, eram 15 mandados, e todos foram cumpridos. As diligências na Cidade também resultaram na apreensão de três armas de fogo, um facão, diversos aparelhos celulares, drogas, munições e uma quantia em dinheiro de valor não revelado.

O diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI) Norte, delegado Marco Aurélio França, acrescenta que as prisões só foram possíveis devido a uma investigação criteriosa e detalhista. "Eles não atuavam só em Coreaú. Também agiam em Tianguá. Tinham uma certa influência em Sobral. Essas mulheres capturadas estão diretamente envolvidas no tráfico de entorpecentes", disse França.


O delegado geral da Polícia Civil, Everardo Lima disse que as operações são focadas em pontos que existe um aumento da criminalidade do tipo violenta. (Foto: Reprodução)

Ofensiva

Durante o dia de ontem, outras cinco operações aconteceram no Interior. Em Quixeramobim, 121 profissionais das polícias Civil e Militar, Perícia Forense do Ceará (Pefoce) e da SSPDS participaram da ofensiva com apoio de 41 viaturas. Nesta cidade, foram cinco presos.

A Secretaria identificou os capturados em flagrante, na posse de armas de fogo e drogas como Leonardo Jucá Ribeiro, Renato Alves de Mendonça, Leomar Lopes Marinho, Henrique Cândido de Sousa e Raimundo Rodrigues de Paulo Filho. Apesar de ter antecedente criminal por tentativa de homicídio e ter sido flagrado com uma arma de fogo, Leonardo Jucá pagou fiança no valor de R$ 3 mil e foi liberado em seguida.

Patrulhas do Comando Tático Rural (Cotar) do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) apreenderam quatro revólveres calibre 38, um revólver calibre 32 e uma pistola calibre 380, além de 86 munições de calibres variados, uma balança de precisão, 11 porções de cocaína e 17 gramas de maconha.

Em coletiva de imprensa realizada na sede da SSPDS, o delegado de Senador Pompeu, William Lopes, que participou da ocorrência, revelou que um dos presos tentou fugir e chegou a atirar contra os policiais.

Outras ações

As outras operações que tiveram seus resultados divulgados pela SSPDS foram as de Juazeiro do Norte e Tejuçuoca. No município da Região Metropolitana do Cariri, três homens foram presos. Nas ações realizadas em diversos bairros da localidade em cumprimento de mandados, a Polícia localizou Antônio Cláudio Jacó da Silva, 27, foragido da Cadeia Pública de Barbalha, desde o ano passado.

O secretário André Costa lembrou que Jacó tentou fugir e foi interceptado com o auxílio de uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

Ainda em Juazeiro do Norte, também foram capturados Cícero Ferreira Vieira, 39, com antecedente por tráfico de drogas e Wilson Zacarias de Aquino, 37, com passagem por homicídio. Conforme a Pasta, no momento das capturas, foram apreendidas duas armas, sendo uma pistola e um revólver, com quatro munições intactas.

A operação, nomeada como 'Juazeiro Pacífico', aconteceu com participação de policiais lotados nas Delegacias Regionais de Crato, Brejo Santo e Icó. Segundo a Polícia, as investigações na região continuam, visando a localização dos outros infratores, que permanecem com mandado de prisão em aberto.

Tejuçuoca também contou com uma operação. Em uma casa, foi preso José Eduardo Quirino Vieira, de 19 anos. O jovem é suspeito de chefiar o tráfico de drogas na Cidade. A Polícia Civil informou que outros cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos no Município.

Na noite de ontem, foram deflagradas outras ações da SSPDS em Pindoretama e Pacoti. Até o fechamento desta edição, havia informação de mais três homens presos e três armas apreendidas. O resultado acerca das diligências nas duas cidades deve ser divulgado hoje pela SSPDS.

Avanço das facções

As operações e prisões no Interior do Ceará demonstram que, além da Capital, as organizações criminosas se disseminam, inclusive, nos municípios mais distantes. O delegado geral da Polícia Civil do Estado, Everardo Lima, lembra que há um trabalho investigativo focado para tentar conter esses grupos.

"Focamos em pontos que vemos aumento da criminalidade do tipo violenta. Fazemos estudos através da nossa Inteligência para determinar em quais pontos os esforços devem ser concentrados. Agora, nesse período momino que se aproxima, é preciso um trabalho prévio para dar uma segurada na criminalidade e nos grupos que, porventura, queiram ir para as festas do Interior para se digladiarem", explicou o delegado geral.

De acordo com André Costa, cada investigação vem acontecendo de forma localizada e, até o momento, não foi constatada nenhuma ligação entre os suspeitos presos nas diferentes cidades. O secretário ressalta que mesmo passado o Carnaval 2018, as operações das polícias do Ceará devem continuar.



Total de acessos: 239943

Visitantes online: 1