Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução)

Metade do litoral da Capital é própria para banho no feriado.

De acordo com o boletim semanal de balneabilidade, a zona leste do litoral é a mais adequada para banho.

10/02/2018

Para intercalar a diversão dos blocos e da programação cultural do Carnaval, as praias do entorno de Fortaleza são uma boa opção. Destas, 15 estão próprias para banho.

Toda a Praia do Futuro está adequada para receber os banhistas, exceto o trecho entre o Posto 6 do Corpo de Bombeiros e a Praça da Paz Dom Helder Câmara, antiga 31 de Março, conforme consta no boletim semanal de balneabilidade divulgado pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace).

De todas as áreas do litoral, a zona leste é a mais apropriada para a prática de esportes e atividades de lazer, tendo oito de seus onze trechos aprovados.

Na Região Metropolitana de Fortaleza, dezoito praias são monitoradas pela Semace, incluindo o litoral localizado entre as praias do Cofeco, em Fortaleza, e da Barra Nova, em Cascavel, a leste, e entre as praias do Icaraí, em Caucaia, e de Mundaú, no Trairi, a oeste. Foi analisada, também, a condição de banho de dezesseis pontos de praias localizadas além da Região Metropolitana. Destes, quinze estão próprios para banho. A amostra colhida na praia de Arpoeiras, no Litoral oeste, apresentou condição imprópria. Na praia do Preá, não foi feita a coleta de amostra devido à falta de condições da maré.

Os padrões da Seuma indicam que um trecho é considerado próprio para banho quando "em 80% ou mais de um conjunto de amostras obtidas em cada uma das cinco semanas anteriores, colhidas no mesmo local, houver no máximo 1.000 coliformes termotolerantes por 100 mL da amostra".

É classificada como imprópria a praia onde "o valor obtido na última amostragem for superior a 2.500 coliformes termotolerantes por 100 mL da amostra, ou quando existirem elementos que possam pôr em risco à saúde do banhista, como a presença de resíduos sólidos ou animais no entorno da área de banho".

Precauções

Com o objetivo de garantir a diversão dos foliões e evitar o risco de afogamento no litoral durante o Carnaval, o Corpo de Bombeiros Militar empregará 602 homens para realizar atendimentos diariamente, sendo quase a metade dedicada exclusivamente ao serviço de guarda-vidas.

Os agentes atuarão em duplas, distribuídos entre 115 postos em 47 municípios do Estado. Também serão disponibilizados onze botes e duas motos aquáticas. Seis equipes de mergulho estarão de plantão para conduzir buscas em caso de desaparecimento de pessoas na água.

Quanto às precauções a serem tomadas por banhistas, a capitã Juliane Freire, do Corpo de Bombeiros, destacou algumas dicas. "Aconselhamos que as pessoas deem preferência ao locais onde há guarda-vidas. Eles trabalham de 9 às 17h, e também podem recomendar os pontos mais seguros para banho", diz. A oficial ressalta que é perigoso consumir bebidas alcoólicas ou fazer uso de entorpecentes e, em seguida, entrar no mar, uma vez que tais substâncias diminuem os reflexos do corpo. "Quando a água do mar atinge a altura do abdômen, é recomendado recuar até uma parte mais rasa", afirma Juliane Freire. Banhos à noite devem ser evitados, uma vez que guarda-vidas não atuam nesse horário e a baixa visibilidade prejudica a noção de espaço do banhista.

Segundo a assessoria de comunicação da Guarda Municipal, além dos efetivos ordinários, um total de doze guarda-vidas estarão de plantão nas áreas da Praia de Iracema, Náutico e Aterrinho da Praia de Iracema. Outros seis agentes atuarão na cobertura da Barra do Ceará.


(Foto: Reprodução)


Total de acessos: 216777

Visitantes online: 6