Carregando...

Publicidade

Luciano Huck descartou, na última quinta-feira, participar do pleito de outubro, após tratar assunto com FHC (PSDB), ex-presidente da República. (Foto: Folhapress)

Desistência de Huck 'é avenida aberta'.

Presidente da Câmara engrossou o coro dos políticos que reagiram com lamentos à decisão do apresentador de TV.

17/02/2018

Brasília/São Paulo. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), elogiou, na sexta-feira, o apresentador Luciano Huck, dizendo que ele seria um "ótimo candidato", e avaliou que o fim da polarização entre PT e PSDB abriu um espaço que ainda não foi preenchido.

"Luciano seria um ótimo candidato, sempre gostou da política. A grande mudança é o fim do ciclo PT e PSDB, e a volta das pessoas querendo participar do debate. Que há uma avenida aberta sem carros na frente, há, e para todo mundo", analisou.

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) também lamentou a decisão de Huck de desistir da candidatura à Presidência. Considerado um dos beneficiados pela saída de Huck do páreo, Alckmin afirmou na sexta que não vê razões para comemorar a desistência de uma candidatura.

"Nunca é bom alguém deixar de se candidato. Eu entendo a política de forma diferente, nós devemos estimular novas lideranças, não desestimular. Mas é uma decisão pessoal", disse.

Depois da negativa de Huck de disputar a corrida presidencial, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) vai insistir em procurar uma alternativa fora de seu partido para a eleição ao Planalto. O primeiro nome a ser testado será o do empresário Flávio Rocha, dono das Lojas Riachuelo. O empresário chegou a ser citado como eventual vice de Bolsonaro.

Bolsonaro

Para o presidente da Câmara, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) se beneficia com a importância atual da segurança pública. Ele acredita, no entanto, que o bom desempenho do parlamentar nas pesquisas não deverá continuar. "Bolsonaro teve a sorte de o tema da segurança ter virado o tema do momento, mas o discurso radical tende a esvaziar", afirmou Maia.

Já o líder do PSDB na Câmara, Nilson Leitão (MT), disse que o partido vai buscar o apoio de Huck como cabo eleitoral. Para Leitão, o apresentador já tem afinidade com os tucanos.

O líder do MDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), afirmou que tinha simpatia por uma candidatura de Huck. "Política se faz com participação. Não adianta ficar só reclamando sobre o que está aí. Sempre achei louvável sua presença", disse o deputado.



Total de acessos: 235229

Visitantes online: 5