Carregando...

Publicidade

Flamengo selou classificação para a semifinal do Campeonato Carioca e a vantagem de jogar pelo empate para chegar à decisão da temporada. (Foto: Divulgação/Flamengo)

Taça Guanabara: Mengo vence e levanta a taça.

Flamengo vence Boavista por 2 a 0 e conquista o primeiro turno do campeonato carioca.

19/02/2018

A mais de 500 quilômetros do Rio, o Flamengo comemorou seu 21.º título da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Ontem, em Cariacica (ES), os rubro-negros deslancharam no segundo tempo, derrotaram o Boavista, por 2 a 0, no estádio Kleber Andrade, e se tornaram campeões.

Com a conquista merecida e invicta, o Flamengo selou classificação para a semifinal do Campeonato Carioca e a vantagem de jogar pelo empate para chegar à decisão da temporada - caso vença a Taça Rio, estará automaticamente na final do Estadual.

Os dois gols saíram no segundo tempo. Um deles foi contra, marcado pelo zagueiro Kadu Fernandes, aos 19 minutos. Depois, o placar acabou sendo completado por Vinícius Júnior, que teria dado um raspão em levantamento de Everton Ribeiro.

O chamado gol "espírita", com nem o jovem flamenguista sabendo dizer se tinha resvalado na bola: "Sinceramente não sei, mas o importante é que a bola entrou e nosso time sagrou-se campeão".

Os dois times iniciam a Taça Rio, equivalente ao segundo turno, no próximo meio de semana. O Flamengo recebe o Madureira, na quarta-feira, enquanto o Boavista encara a Cabofriense, na tarde de quinta.

Longe da torcida

Mesmo sem poder usar o Maracanã e o Engenhão, o Flamengo se sentiu em casa no Espírito Santo. Apoiado pela torcida, o time dirigido por Paulo Cesar Carpegiani viu o adversário entrar em campo bastante organizado e dar trabalho no início de jogo. Logo no começo do segundo tempo, o Flamengo criou uma chance clara para abrir o placar e chegou a tirar alguns gritos de gol das arquibancadas. Em uma blitz, Paquetá recebeu de Everton Ribeiro e finalizou em cima de Rafael. No rebote, o meia flamenguista cruzou e Henrique Dourado, na segunda trave, livre, testou para fora. Depois da pressão, o Boavista conseguiu equilibrar a partida e evitar o pior.

A pedido da torcida, Carpegiani colocou Vinícius Júnior em campo aos 17 minutos. O treinador, no entanto, teve que ouvir gritos de "burro" vindo das arquibancadas atrás do banco de reservas por ter sacado Paquetá do jogo. Não demorou muito para que o barulho feito pela torcida do Flamengo mudasse para o grito de gol.

Com gritos de "É campeão!" ecoando nas arquibancadas, foi só esperar o tempo passar e levantar a taça.



Total de acessos: 235176

Visitantes online: 3