Carregando...

Publicidade

Élton é uma das armas do Vovô para vencer fora de casa e avançar no torneio. (Foto: Thiago Gadelha)

Copa do Brasil: Desafio crescente para o Ceará.

Ceará encara, mais uma vez, jogo único fora de casa pelo torneio, agora diante do Londrina, por uma vaga na 3ª Fase.

21/02/2018

Decidir uma classificação em torneios eliminatórios em dois jogos sempre foi desafiador para os envolvidos. E o que dizer da definição em apenas um jogo? A dificuldade é ainda maior, ainda mais se a partida for fora de casa, longe de sua torcida.

Pois o Ceará viverá outra vez este cenário na Copa do Brasil, agora pela 2ª Fase, ao enfrentar hoje, às 19h30, o Londrina, no estádio do Café, no interior paranaense. O Alvinegro, que na fase anterior superou o Brusque/SC, também fora de casa vencendo por 1 a 0, enfrentará um adversário mais forte, da Série B do Brasileiro e sem a vantagem do empate, como ocorreu no duelo contra os catarinenses. Se o duelo terminar empatado, a decisão da vaga irá para os pênaltis.

A classificação para o Ceará é ainda mais valiosa pela premiação: se avançar à 3ªFase do torneio, o clube receberá de cota de R$ 1,4 milhões, encarando o vencedor de Atlético/PR e Tubarão/SC, fase esta agora em duas partidas.

Com tantas adversidades, o Ceará espera um jogo difícil, mas impondo sua melhor qualidade técnica como time de Série A do Brasileiro. Ou seja, buscando a vitória que lhe daria a classificação, sem pensar no empate, em uma decisão por pênaltis.

"Faremos um jogo só, na casa do adversário e sem vantagem do empate como na fase anterior. Não me agrada o regulamento, mas temos que passar por todas estas dificuldades. Esse jogo tem um risco muito grande por ser eliminatório e o regulamento já pressiona. Mas estamos concentrados, e jogaremos para vencer. Minhas equipes jogam para vencer e quem joga para empatar, que nem é vantagem para nós nesse caso, perde. Por isso vamos buscar propor o jogo e a classificação em 90 minutos. Sabemos da importância em avançar na Copa do Brasil", declarou o técnico do Vovô, Marcelo Chamusca.

Desfalque

Para o duelo, o treinador não poderá contar com o meia Ricardinho, contundido. Com isso, o meia Wescley, que o substituiu no decorrer do jogo na derrota para o Sampaio Corrêa, deve atuar. "Eu segurei o Wescley no domingo pensando no jogo da Copa do Brasil. Ele é uma das opções e trabalhei bem taticamente a equipe para o jogo. O jogador que entrar, já terá exercido esta função".

O meia-atacante Andrigo, espera que o Ceará jogue uma boa partida e avance de fase.

"Temos que nos impôr, pois é o nosso jeito de jogar. Não podemos ficar afobados, pensando que temos que fazer o gol logo. Será um jogo de paciência".


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)


Total de acessos: 235158

Visitantes online: 30