Carregando...


Mais Noticias

Nepotismo: indicação de parentes para cargos públicos prolifera no Ceará.


Ações do Ministério Público e do TCE ajudam a evitar a farra das indicações de parentes.

Queda de energia elétrica é a principal reclamação contra a Enel.


Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), das 1.008.368 reclamações registradas em 2018 na distribuidora no Ceará, 950.348 foram pela falta de energia elétrica, o equivalente a 94% do total.

Sérgia Miranda é punida pelo TJCE com aposentadoria compulsória por venda de HC.


Envolvimento em venda de decisões liminares nos plantões do Judiciário cearense.

Chuvas impulsionam produção de mel orgânico no Ceará.


Após sucessivos anos de queda na produção, apicultores do Estado estimam retomada de crescimento na comercialização do produto. A previsão, para a safra 2018/2019, é de oito mil toneladas. Grande parte será exportada.

Alvo de ataque, viaduto da BR-020 será liberado na segunda-feira (29), após obras.


Previsão é que o trânsito no equipamento seja normalizado até a noite da próxima segunda-feira (29).

Estudantes cearenses vão representar o Brasil em disputa científica mundial, nos EUA.


Eles desenvolveram um projeto que tem o objetivo de cruzar o material biológico da água de poços da Chapada do Apodi com as patologias que ocorrem por contaminação de agrotóxicos, anotadas naquela região, no intuito de saber se existe alguma relação entre os dois.

Inédito, tratamento mini-invasivo contra aneurisma chega à Capital.


Fortaleza é a primeira cidade do Nordeste a realizar método de baixo risco no tratamento de aneurismas considerados graves, antes só tratados por meio de cirurgia. Hospital São Mateus realizou os três primeiros procedimentos ontem.

Epidemia de dengue tipo 2, mais grave, pode voltar ao Ceará.


Desde 2008, o Estado não registra esse tipo da doença, considerado mais agressivo. No entanto, epidemias em várias cidades do País acendem o alerta para o retorno da doença, caso medidas de prevenção não sejam reforçadas.

Mais da metade dos municípios cearenses têm matadouros fechados.


O alto número preocupa o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) do Ceará. O receio está ligado à existência de matança clandestina nessas cidades sem abatedouros, o que pode afetar a saúde da população.

Rodovias cearenses estão em estado precário de conservação.


As chuvas registradas nos primeiros meses deste ano, somadas à falta de manutenção adequada, agravaram o cenário que há alguns anos já se mostra preocupante. A má condição das estradas também impacta a economia do CE.


Publicidade

Total de acessos: 251391

Visitantes online: 2