Carregando...


Mais Noticias

General pede demissão de secretaria por divergências com ministro de Bolsonaro.


Maynard Marques de Santa Rosa deixou a chefia da Secretaria de Assuntos Estratégicos.

Reforma política é centro de debate em Congresso de Direito Eleitoral.


A medida foi apontada como necessária na palestra de abertura.

Reforma da Previdência dos militares avança no Congresso.


Grande mudança será a inclusão de policiais militares e bombeiros, que terão suas condições para aposentadoria equiparadas às das Forças Armadas.

Ministério Público diz que áudio contradiz depoimento de porteiro.


Promotora afirma que porteiro mentiu para a Polícia ao dizer que a liberação da entrada do ex-PM Élcio Queiroz no condomínio havia partido da casa do presidente. Procuradoria-Geral da República arquivou o caso.

Bolsonaro fala em criar partido.


Presidente volta a indicar saída do PSL e diz que não teria dificuldade de criar uma legenda, que poderia se chamar Partido da Defesa Nacional.

Após reforma, pautas econômicas seguem no radar do Congresso.


Com a proposta principal de mudanças no sistema previdenciário aprovada, o Senado ainda discute a chamada PEC paralela. O Governo, por sua vez, deve mandar um pacote de medidas ao Congresso com o intuito de aliviar as contas.

Episódios da semana deixam Camilo no centro do jogo eleitoral.


Interlocutores do governador giram para mostrar, por caminhos diversos, o capital político de Camilo, a forte parceria com o PDT e a indisposição dele de ficar neutro no debate eleitoral da capital cearense.

Plano de reestruturação da Assembleia inclui cortes e novo concurso em 2020.


Nos bastidores, parlamentares afirmam que, pelo menos, mil cargos não efetivos foram cortados com a reestruturação. O concurso prevê 100 vagas de nível médio e superior, com salários que variam entre R$ 2.200 e R$ 4.500.

Com placar de 3 a 1, STF retoma julgamento da prisão em 2ª instância.


Supremo recomeça nesta quinta, faltando ainda os votos de sete ministros sobre a possibilidade de executar uma pena antes de esgotados todos os recursos.

Emendas da bancada cearense reforçam caixa do Governo do Ceará.


Parlamentares do Ceará no Congresso definiram a destinação dos recursos de suas emendas a serem apresentadas ao Orçamento federal de 2020.


Publicidade

Total de acessos: 263580

Visitantes online: 2